Archive for the Estadios Category

Visões do Morumbi

Posted in Estadios, Imagens, Morumbi on setembro 10, 2008 by tricolornaweb

Visões do Morumbi







Anúncios

Santo Paulo Bar

Posted in Estadios, Imagens, Santo Paulo Bar on setembro 9, 2008 by tricolornaweb

Santo Paulo Bar

Foto: Rubens Chiri/Site Oficial

Dando continuidade ao plano de modernização do estádio do Morumbi, o São Paulo Futebol Clube e a GRSA inauguraram o primeiro bar temático dentro de um estádio de futebol no Brasil.

O Santo Paulo Bar chega com a proposta de se tornar um ponto de encontro para torcedores, amigos e famílias que procuram maximizar a experiência de uma visita ao Morumbi em dias de jogos ou numa data qualquer.

Com atrativos que vão desde telas retransmitindo imagens em HD até uma inovadora maneira de chamar os garçons e pedir a conta, o Santo Paulo Bar promete se tornar um local obrigatório para os entusiastas do futebol.

Foto: Rubens Chiri/Site Oficial

A inauguração contou com a presença de políticos, são-paulinos famosos e diversos jornalistas que foram convidados em primeira mão para um “aperitivo” do mais novo empreendimento Tricolor.

A festa ainda contou com a ilustre presença de jogadores do São Paulo e como não poderia deixar de ser, com os donos da festa, o presidente Juvenal Juvêncio, Julio Casares e o presidente da GRSA, Paulo Pires.

Foto: Rubens Chiri/Site Oficial

Em dias de jogos, o Santo Paulo Bar funcionará como um camarote e oferecerá até um serviço de transporte.

Santo Paulo Bar
Endereço: Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Praça Roberto Gomes Pedrosa, s/n. – Morumbi, São Paulo -SP
Acesso: Acesso pelo portão 2. Em dias de jogo, a entrada será feita pelo portão 17.
Funcionamento: De quarta a domingo, das 12h00 até o último cliente
Formas de pagamento: Todos os cartões e tickets
Estacionamento: Serviço de vallet, com acesso exclusivo pelo portão 2 (exceto em dias de jogos
Telefone: 11 6886-7875
Email: contato@santopaulobar.com.br
Site: http://www.santopaulobar.com.br

Tour pelo Morumbi

Posted in Estadios, Video on agosto 21, 2008 by tricolornaweb

Fonte ESTACAO TRICOLOR

parte 1

parte 2

parte 3

parte 4

Inauguração do Morumbi

Posted in Estadios on agosto 19, 2008 by tricolornaweb

Inauguração do Morumbi

Durante dois meses, trabalhando vinte e quatro horas por dia, o São Paulo Futebol Clube e as empresas envolviads na execução das obras complementares do estádio desenvolveram brilhantemente os trabalhos visando à inauguração do “Estádio Cícero Pompeu de Toledo”. Cabe-nos destacar que a empresa Civilsan – Engenharia Civil Sanitária foi a responsável pela construção dos trinta (30) vãos, ou, trezentos metros de estrutura de concreto armado que possibilitaram o uso, embora parcialmente construído, do estádio.

Trabalharam ininterruptamente a fim de que o público assistisse um espetáculo verdadeiramente fabuloso. E foi justamente o que se deu. Engalanou-se o “Gigante” para receber em seu bojo um público entusiasta que não regateou aplausos a obra tão magnificente, fruto de um sonho de Cícero Pompeu de Toledo, homenageado com a inauguração de seu busto como também uma placa ao presidente Laudo Natel.

As festividades inaugurais do estádio alcançaram brilhantismo invulgar para esta obra monumental que o São Paulo F.C. entregou ao Desporto Nacional. Viveu a 2 de outubro de 1960 o esporte brasileiro um dos seus dias mais notável e histórico. Prestigiando a festa máxima dos tricolores, além do numeroso público que lotava completamente suas dependências, estavam presente altas autoridades do país, do Estado, Município e inúmeros próceres dos esportes nacional e internacional.

Antecedendo ao embate futebolístico programado entre o São Paulo Futebol Clube e o Sporting Clube de Portugal para a comemoração do evento, foi precedida pelo Cardeal Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta a benção do estádio, após o que hastearam-se as bandeiras do Brasil e de Portugal sob os acordes dos respectivos hinos nacionais.

Em seqüência às solenidades, soaram os clarins da Banda da Força Pública, dando “toque de silêncio” como homenagem póstuma a Cícero Pompeu de Toledo, que foi o pioneiro da monumental concepção. Foi o ponto comovente das solenidades. Um ato emocionante. Os são-paulinos evocaram naquele momento a figura notável de seu saudoso presidente, o iniciador da magnífica realização que o São Paulo F.C. entregou a cidade de São Paulo e ao Brasil. Seguindo-se ao momento altamente emotivo, ouviu-se o apito do árbitro, Sr. Olten Ayres de Abreu, dando por iniciada a peleja internacional. As duas equipes jogaram assim constituídas:

São Paulo F.C. – Poy; Ademar, Gildésio e Riberto, Fernando Sátiro e Victor; Peixinho, Jonas (Paulo e Cláudio), Gino, Gonçalo e Canhoteiro. Técnico: Flávio Costa.

Sporting C.P. – Aníbal; Lino, Morato e Hilário, Mendes e Júlio; Hugo, Faustino, Figueiredo (Fernando), Diogo (Geo) e Seminário.

Árbitro: Olten Ayres de Abreu.
Renda: Cr$ 7.868.400,00.
Gol: Arnaldo Poffo Garcia (Peixinho).

Borderô da Inauguração:

Numeradas (Cr$ 500,00 a entrada).

4.468 – vendidas antecipadamente (Cr$ 2.234.000,00).
1.091 – vendidas no estádio (Cr$ 545.500,00).
Total arrecadado nas numeradas: Cr$ 2.779.500,00.

Gerais (Cr$ 100,00 a entrada).

31.878 – vendidas antecipadamente (Cr$ 3.187.600,00).
10.013 – vendidas no estádio (Cr$ 1.901.300,00).
Total arrecadado nas gerais: Cr$ 5.088.900,00.

Renda Total: Cr$ 7.868.400,00.

Total de público pagante: 56.448.
Convidados: 1.000.
Ingressos distribuídos gratuitamente: 800.
Número (previsão aproximada) dos torcedores que invadiram o estádio sem pagamento: 6.500.

Público Total: 64.748.

Por Agnelo di Lorenzo.
Revista Oficial do São Paulo F.C., nº 106.

Posted in Estadios on agosto 14, 2008 by tricolornaweb

Desenvolvimento do Bairro

 

… do Morumbi. Esta imagem ilustra razoavelmente bem a região nos idos dos anos 70, ainda que não seja de boa qualidade e não mostre muito ao longe, fica clara a comparação com o atual bairro do Morumbi (sim, Morumbi. Pois Vila Sônia e Jardim Leonor são do outro lado da Giovanni Gronchi e da João Saad – ou seja, à esquerda da foto).

Ah, se ainda tivesse tanto espaço assim sobrando… Vale notar também os galpões de construção ao centro, do lado das piscinas, já construindo o clube social.

Créditos da foto: Templos do Futebol.

Projetos do Morumbi

Projeto Morumbi 2014:

Projeto Morumbi Século 21:

Projeto Original:

E comparado ao Morumbi de hoje:

Morumbi em 360°

Imagem montada em 360° da visão interna do estádio.
Fonte: Alltricolor.

Outras montagens do gênero:


Fonte: Acervo Tricolor no Orkut (usuários Zé e Glauco).

Maquete do Morumbi

Imagem de www.tricolormania.com.br.

O São Paulo planeja uma exposição no Salão Nobre do Morumbi em janeiro com maquetes dos principais estádios do Brasil, sob a temática da Copa do Mundo de 2014. A venda da maquete do esádio tricolor para torcedores não está descartada.

Estádio

Campo e Sede Principal:

Morumbi


www.saopaulofc.net

Estádio: Cícero Pompeu de Toledo.

Nome Prévio: Estádio Nove de Julho.

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi – São Paulo.
Capacidade: 80.000 pessoas.

Cativas Inferiores:

Cativas Superiores:

Arquibancadas Superiores:

Camarotes:

Área de Deficientes: 470m², 92 cadeiras de roda e mais 108 lugares.

Área Construída: 112.904m².

Área Reservada ao Público: 62.450m².

*Observação: Maior Estádio Particular do Brasil. Inaugurado como o

Maior Estádio Particular do Mundo, para 150.000 pessoas.

Dimensões do Campo: 72,7m x 108,25m.

Especificações: Bancos de Reservas com 12 assentos cada,

Estofamento Recaro, Dois Placares Eletrônicos com técnica e

manutenção LG, Sistema de drenagem e irrigação computadorizado,

32 bares e lanchonetes, Departamento de Fisioterapia,

2 vestiários profissionais, 2 vestiários amadores, 1 vestiário p/árbitros.

Sala de Imprensa, Tribuna de Imprensa Térrea, 6 Cabines de Rádio,

4 Cabines de TV, 12 Tribunas de Honra, Edifício Garagem, Posto

Policial e Posto Médico Emergencial. No anel intermediário:

Alojamentos de concentração para amadores, Escola de Futebol

Vicente Ítalo Feola, Refeitório, Sala de Vídeo, Arquivo, Salão Nobre,

Auditório para 240 pessoas e Sede Administrativa.

Erguido com 400.000 sacos de cimento e 6.000 toneladas de ferro.

Sistema de Iluminação: 256 refletores HPI 1500W; 1500lux p/ponto.

Pedra Fundamental: Lançada em 15/08/1952 por Cícero P. Toledo.

com benção do Monsenhor Bastos.

Projeto Arquitetônico: Vilanova Artigas, vencendo concorrência do

plano soviético da construtora Antonov & Solnnerkevic.
Inauguração Parcial: 02/10/1960, SPFC 1 x 0 Sporting – POR.
Inauguração Final: 25/01/1970, SPFC 1 x 1 Porto – POR.
Recorde de Público em Jogo: 138.000 pessoas, 13/10/1977.

Recorde de Público (Eventos): 150.000 pessoas, 1985. (T. Jeová).

Grandes Shows: Queen, 1981; Kiss, 1983; Menudos, 1985;

Hollywood Rock, 1988, 1993 e 1994; Madonna, 1993; M. Jackson,

1993; U2, 1998 e 2006; Rush, 2002; e Linkin’ Park 2004. Além da

visita do Papa João Paulo II em 03/07/1980.

Campanha: 1327 Jogos, 777 vitórias, 336 empates, 214 derrotas;

2527 gols a favor, 1323 gols sofridos. *incluso 1 jogo anulado.

Outras Sedes Históricas:

Chácara da Floresta, Bairro da Ponte Grande (de 1930 à 1935).

Rua Conselheiro Crispiniano, Palácio Trocadero (de ? até 14/05/35).

Praça Carlos Gomes, nº 38 (de 24/01/36 à 1938).

Rua Dom José de Barros, nº 337 (de 1938 à 1944).

Estádio do Canindé, “Ilha da Madeira” (de 1944 à 1956).

 

Antigos Estádios e Mandos

Outros Estádios ao Longo do Tempo:
Chácara da Floresta (30-35)


*Imagem do atual campo.

Situação à Época: Próprio até 1935 (atualmente do CR Tietê).
Endereço: Av. Presidente Castelo Branco. Bom Retiro, São Paulo – SP.
diziam à época: Chácara da Floresta, Bairro da Ponte Grande (atual
Ponte das Bandeiras).

Antigo Proprietário: AA das Palmeiras (adquirido ao CR São Paulo).

Capacidade: 15.000 pessoas (na época).

Reinauguração: 09/03/1930 (SPFC 3×1 Ypiranga, T. Início).

Campanha do Clube no Período de Mando: 71 jogos: 52 vitórias,
14 empates, 5 derrotas; 255 gols marcados, 56 gols sofridos.

 

Parque Antárctica (1936-1938)

Estádio Palestra Itália.
Situação à Época:
Alugado (SE Palmeiras).

Endereço: R. Turiassú, 1840. Barra Funda, São Paulo – SP.
Antigo Proprietário: América FBC (Cia. Antárctica), 1915-1920.
Capacidade:
29.650 pessoas (atual). Dimensões: 105m x 72m.
Inauguração: 25/01/1915 (Palestra Itália 2×0 Savóia, Amistoso).
Campanha do Clube no Período de Mando: 21 jogos: 12 vitórias,
2 empates, 7 derrotas; 40 gols marcados, 24 gols sofridos.

Antárctica Paulista, Antônio Alonso (1936-1942)
Situação à Época: Alugado até 1938 (Paulista e Estudantes). Próprio
após 1938 em regime de direitos de uso, pois pertencia a Cia. Antárctica.
Vendido ao Juventus em 1942 (Agora faz parte de seu clube social).
Endereço: Rua da Moóca. Moóca, São Paulo – SP.
Antigos Proprietários: Antárctica FC (Cia. Antárctica), 1920-1934;
CA Paulista, 1934-1937; CA Estudantes Paulista, 1937-1938.
Capacidade:
? Dimensões: ?
Inauguração: ?
Campanha do Clube no Período de Mando: 29 jogos: 22 vitórias,
2 empate, 5 derrotas; 85 gols marcados, 30 gols sofridos.

Canindé (1942-1956)


*Imagens do Estádio atual, construído em 1972 pela Portuguesa.

Estádio Oswaldo Teixeira Duarte.
Situação:
Próprio até 1949, Manteve uso até 1956.
Endereço: Rua das Piscinas, 33. Penha, São Paulo – SP.
Antigo Proprietário: SC Germânia (atual EC Pinheiros).
Capacidade: 20.000 pessoas. Dimensões: 103m x 70m.
Reinauguração: 09/01/1972 (A Portuguesa D 1×3 SL Benfica, Amistoso).
Campanha do Clube no Período de Mando: *Como já havia o
Pacaembu, o São Paulo nunca mandou jogos oficiais no antigo Canindé.
Ali era somente sua sede e local de treinamento.

Pacaembu (1940-1960)

*Imagens do Estádio atual, sem a caixa acústica original, demolida em 1969.

Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho.
Situação:
Alugado (Prefeitura).

Endereço: Praça Charles Miller, s/nº. Consolação, São Paulo – SP.
Capacidade: 37.391 pessoas. Dimensões: 104m x 68m.
Inauguração: 27/04/1940 (Palestra Itália 6×2 Coritiba, Amistoso).
Campanha do Clube no Período de Mando: 461 jogos: 307 vitórias,
88 empates, 66 derrotas; 1265 gols marcados, 573 gols sofridos.

 

*O São Paulo também mandou alguns jogos, nestes períodos, e em posteriores, em
outros estádios e por vezes em outras cidades por razões específicas à época.